Projetos são premiados no InovaLácteos

22 de Agosto de 2018

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) se destacou novamente no cenário da inovação. Durante a quarta edição do InovaLácteos, realizada este ano na Feira para a Indústria de Lácteos (Forlac), entre os dias 7 e 9 de agosto, em Lambari (MG), estudantes e professores da Universidade se destacaram com projetos premiados. Das dez tecnologias selecionadas para apresentação na Vitrine de Inovação do evento, quatro foram da UFJF, sendo duas classificadas com o primeiro e o segundo lugar.

A primeira colocação foi dada ao projeto elaborado por três alunos da Faculdade de Engenharia Elétrica — Ítalo Alvarenga, Renato Faraco Filho e Deivid Campos — autores do projeto “Analisador prático de qualidade do leite”, que foi orientado pelo professor Alexandre Bessa. A ferramenta conquistou os avaliadores por apresentar uma solução prática para uma atividade que, normalmente, envolve elevado gasto de tempo e recursos. “A sonda desenvolvida é muito versátil, capaz de analisar a qualidade do leite e realizar a contagem total de bactérias, um trabalho normalmente demorado e feito em laboratório. O que fizemos foi tirar esse poder do laboratório e colocar nas mãos do produtor rural, através de um processo mais  barato”, relata o estudante Ítalo Alvarenga.

O evento, que tem como principal proposta a promoção e incentivo a inovação no setor lácteo, reconheceu com a segunda colocação a “Milktech – IOT”, de autoria dos professores Maria José Bell e Virgílio dos Anjos, do Departamento de Física. O aparelho, produto resultado do projeto gerenciado pela Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Exatensão (Fadepe), é utilizado para identificar adulteração no leite e similares por adição de água ou de outros reconstituintes. O aparelho tem um preço acessível, portabilidade e conta com bateria recarregável, podendo ser levado ao tanque onde, comumente, são feitas as adulterações. O Milktech é, também, o primeiro desenvolvido por pesquisadores da UFJF que foi patenteado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Perspectivas inovadoras

Um dos componentes da banca de avaliação da Vitrine de Inovação foi o professor do Laboratório de Eletrônica da UFJF, Fabrício Campos, que destacou a importância da participação de membros da instituição em encontros que estimulam soluções transformadoras e encurtam caminhos com o mercado. “A UFJF vem se consolidando como uma instituição fomentadora de inovação e empreendedorismo. Como resultado, vem obtendo posição de destaque em diversos eventos. A premiação de dois projetos reforça a qualidade dos trabalhos nesse setor”, pontua.

O InovaLácteos busca a aproximação entre as tecnologias desenvolvidas em instituições de ensino, a indústria de laticínios e a sociedade. Organizado pela Agência de Inovação Polo do Leite, conta com Painéis de Debate e com a Vitrine de Inovação, na qual interessados submetem propostas tecnológicas com potencial de incrementar a competitividade do sistema agroindustrial do leite. Os projetos inscritos são inicialmente examinados por um grupo de profissionais e empresários do setor e, posteriormente, passam por oficinas de mentoria para capacitação e refinamento, a fim de torná-las mais atraentes sob o ponto de vista do mercado. Ao final, elas são apresentadas em formato “pitch” ao público presente e pontuadas por um corpo de jurados e depois ranqueadas. As propostas mais bem avaliadas recebem menção honrosa e premiação.

 

Fonte: UFJF com edição






Outras Notícias

Empresa desenvolveu, com a UFJF e a Fadepe, um drone capaz de monitorar os reservatórios de hidrelétricas de maneira remota.

Pesquisa americana descobriu que a ação de um gene pode desativar a cópia extra que há no cromossomo 21.

Setembro Amarelo é o mês de campanha de prevenção ao suicídio e falar é a melhor solução.

Estudo de Harvard associa maior concentração do gás a menor valor nutricional de alimentos como arroz e trigo.