Investimento milionário em fintechs brasileiras

11 de Julho de 2017

A partir de agosto, as startups brasileiras terão uma nova oportunidade de decolar. A House of Fintech (HoF), aceleradora de empresas de tecnologia financeira, formada por vários executivos de diversos setores como bancário, automotivo, varejo, pretende investir entre 300 mil e 1 milhão de dólares no país.

Em comunicado, o presidente-executivo da HoF, Rodrigo Mendes, disse que a aceleradora vai “colocar em um único espaço, empresas que atuem com serviços financeiros complementares e que tenham o mesmo objetivo e propósito de ampliar o acesso aos serviços financeiros”.

“Muitas fintechs não sobrevivem por falta de fluxo de caixa e, por isso, nosso foco é a geração de negócios que possibilitem à startup crescer e atingir o equilíbrio financeiro", afirmou o executivo.

Os investimentos, da a aceleradora, serão voltados para tecnologias como processamento de grandes volumes de dados, aprendizado de máquinas, blockchain, e segurança digital, que são estratégicas para o setor financeiro.

 

Fintechs no Brasil

Segundo levantamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bid) e da aceleradora de empresas de tecnologia Finnovista divulgado em maio, o Brasil tem 230 de 703 fintechs da América Latina que operam em vários segmentos do mercado financeiro que vão desde bancos digitais até empresas de soluções de pagamentos, educação financeira e gestão de finanças pessoais e empresariais.

O setor tem passado por rápida expansão, ampliando crédito para micro e pequenas empresas, segmentos que têm enfrentado escassez dos empréstimos pelos grandes bancos comerciais, que estão mais interessados em priorizar operações menos arriscadas.

 

HoF

A aceleradora House of Fintech (HoF), está instalada na cidade de São Paulo e conta com a participação de 20 investidores que incluem executivos de empresas como Via Varejo e Banco GM.

 

Fonte: (Reuters)






Outras Notícias

O período para submissão das propostas vai até 9 de fevereiro de 2018.

A maratona tem como proposta desenvolver uma solução que atenda especificamente a indústria.

A verba é para pesquisas que desenvolvam tecnologias para tratamento, diagnóstico e prevenção de doenças.

O evento acontece nos dias 8, 9 e 10 de dezembro. As inscrições podem ser feitas até o dia 6.