VII Prêmio Fotografia-Ciência & Arte

08 de Janeiro de 2018

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) vai premiar imagens produzidas por câmeras fotográficas ou instrumentos especiais. Em sua sétima edição, o Prêmio Fotografia-Ciência e Arte é destinado a estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e pesquisadores brasileiros ou estrangeiros com visto permanente no Brasil que trabalham com registros fotográficos de suas pesquisas.

A premiação é dividida em duas categorias. Na primeira, os candidatos podem concorrer com imagens produzidas por câmeras fotográficas em “ambiente natural” e “antrópico”. Já na segunda, com imagens produzidas a partir de instrumentos especiais como: lupa, microscópio, microscópio eletrônico, telescópio, imagem de satélite, raio x, ultrassom, ressonância magnética, endoscópio, colposcópio e PET scan e tomografia computadorizada. Imagens com retoques artísticos (tratamento, edição ou manipulação) somente poderão concorrer nesta segunda categoria.

O primeiro lugar de cada categoria recebe R$ 8 mil. O segundo e o terceiro recebem, respectivamente, R$ 5 mil e R$ 2 mil. Além disso, o primeiro colocado de cada categoria participará da 70ª Reunião Anual da SBPC, em julho de 2018, que acontecerá em Alagoas.

As inscrições podem ser feitas até as 18h (horário de Brasília) do dia 19 de janeiro de 2018.

O Prêmio

O objetivo do Prêmio de Fotografia - Ciência & Arte é fomentar a produção de imagens com a temática de Ciência, Tecnologia e Inovação, contribuir com a divulgação e a popularização da ciência e tecnologia e ampliar o banco de imagens do CNPq.

Foi concebido em 2011, como um marco para a criação do acervo de imagens relativas à produção e à criação técnica e cientifica brasileira.

O Prêmio revela talentos e traz uma tendência relativamente recente no âmbito acadêmico científico mundial de associar as tecnologias tradicionais e inovações eletrônico-digitais à produção de imagens com temas sobre a pesquisa científica, tanto quanto objeto como produto de estudos e análises fundamentados na ciência.

Nas seis edições realizadas o Prêmio recebeu 4.196  inscrições. Foram premiados 40 trabalhos, oriundos de todas as regiões do país, notadamente 33 da Sudeste, 8 da Sul, 3 da Centro-Oeste, 3 da Nordeste e 3 da Norte.

O Prêmio pretende consolidar o objetivo de promover a popularização e a divulgação científica e tecnológica, mediante o uso e incentivo da produção de imagens no ambiente de pesquisa no Brasil.






Outras Notícias

Empresa desenvolveu, com a UFJF e a Fadepe, um drone capaz de monitorar os reservatórios de hidrelétricas de maneira remota.

Pesquisa americana descobriu que a ação de um gene pode desativar a cópia extra que há no cromossomo 21.

Setembro Amarelo é o mês de campanha de prevenção ao suicídio e falar é a melhor solução.

Estudo de Harvard associa maior concentração do gás a menor valor nutricional de alimentos como arroz e trigo.