Serrapilheira abre inscrições para Chamada Pública

27 de Novembro de 2018

Estão abertas as inscrições para a 2ª Chamada Pública do Serrapilheira de apoio à pesquisa científica. Até 24 pesquisadores serão selecionados para receber até R$ 100 mil cada, por um ano. Os candidatos que preencherem os requisitos podem se inscrever até o dia 14 de dezembro, às 15h, pelo site do instituto.

O objetivo é financiar pesquisas de excelência de jovens cientistas do Brasil nas áreas das Ciências Naturais (Ciências da Vida, Física, Geociências e Química), Matemática e Ciência da Computação. Os projetos devem fazer perguntas fundamentais ousadas e inovadoras, sem exigência de aplicabilidade. Confira o guia de navegação no sistema de inscrições.

O novo edital é destinado a cientistas que tenham concluído o doutorado entre 1º de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2016 – prazo que será estendido em um ano para mulheres com um filho e em dois anos para mulheres com dois ou mais filhos. Eles também devem ter um cargo permanente em instituições de pesquisa públicas ou privadas brasileiras.

Com a 2ª Chamada Pública, o Serrapilheira busca oferecer flexibilidade a cientistas de excelência, para que desenvolvam suas pesquisas a longo prazo e produzam ciência nova de alto nível no Brasil. Os selecionados serão anunciados em abril de 2019 e receberão o financiamento a partir de junho.

Na primeira etapa, 24 pesquisadores serão escolhidos para receber até R$ 100 mil por um ano. Em seguida, até três deles serão contemplados com um financiamento de até R$ 1 milhão ao longo de três anos. Após este período, o apoio pode ser renovado anualmente, com até R$ 300 mil por ano. Parte dos recursos será condicionada à promoção de iniciativas de diversidade.

“A 2ª Chamada Pública integra um programa maior que olhará não apenas para o apoio à pesquisa em si, mas para a carreira de modo geral”, afirma a diretora de Pesquisa Científica do Serrapilheira, Cristina Caldas. “Queremos oferecer condições de trabalho aos cientistas pensando em suas dificuldades, desafios e oportunidades de formar redes de colaboração entre eles.”

 

Fonte: Clarice Cudischevitch / Serrapilheira






Outras Notícias

As fundações são importantes ligações que conseguem buscar fomento para contribuir com o crescimento da CT&I.

O Sirius, construído e mantido pelo CNPEM, será a maior e mais avançada fonte de luz síncrotron.

Imersão busca aproximar empresariado de instituições de conhecimento e estimular realização de projetos de P&D

Planejamento e estratégia são tudo para que uma atividade seja bem executada e os resultados sejam mais produtivos.