Centro de Pesquisa Clínica da Zona da Mata e Vertentes

24 de Maio de 2018

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, abriu um espaço na agenda que teve na cidade para receber o reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Marcus David, e outras autoridades da Instituição. O encontro institucional ofereceu a oportunidade para que a Universidade apresentasse dois projetos que precisam do apoio e suporte do governo estadual. O primeiro é o Centro de Pesquisa Clínica e Avaliação de Tecnologias em Saúde da Zona da Mata e Vertentes. O segundo é a cessão de uma área do Hospital Regional de Governador Valadares, para que as atividades dos cursos da área de saúde, lá instalados, possam desenvolver suas atividades voltadas para o SUS.

O reitor esteve acompanhado da vice-reitora, Girlene Alves da Silva; do pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças, Eduardo Condé; do diretor do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), Ignácio Delgado; do diretor de Imagem Institucional, Márcio Guerra; e da vice-diretora da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), Priscila Carpilles. A ex-reitora e deputada federal Margarida Salomão também acompanhou o encontro. Além do governador, a comitiva do Estado contou com o vice-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Arthur Maia, e o sub-secretário Fernando Tadeu.

Marcus David disse a Pimentel que tinha muito orgulho de apresentar à Codemig o projeto do Centro de Pesquisa Clínica, que terá um papel de completar uma cadeia de inovação muito importante. Explicou que o projeto se encontra na Codemig, onde equipes técnicas já acompanham o processo. O reitor destacou o envolvimento de muitos pesquisadores de ponta de diversos cursos da UFJF e informou ao governador que o Centro não é apenas de interesse da instituição, uma vez que poderá integrar outras universidades mineiras. Afirmou também que o projeto foi conversado com a indústria farmacêutica e é fortemente voltado para a inovação.

Ignácio Delgado ressaltou o impacto que o Centro de Pesquisa Clínica causará no desenvolvimento econômico da região. “A diversidade étnica da nossa região é algo que interessa muito a pesquisa farmacêutica”, completou. O governador disse que a Codemig tem muito interesse em projetos como esse, considerou o mesmo muito interessante e dentro do que o Governo de Minas tem apostado. Em seguida, determinou ao vice-presidente do órgão o acompanhamento para o estudo da liberação de recursos.

A seguir, o reitor pediu que a professora Girlene, vice-reitora, falasse das tratativas que estão ocorrendo junto ao Hospital Regional de Governador Valadares. Ele lembrou a Pimentel que as informações eram da sequência da reunião que a UFJF realizou sobre o tema com o próprio governo estadual. Ela relatou que, em breve, acontecerá uma vistoria no hospital em GV pela Secretaria de Estado da Saúde e novos encaminhamentos. A liberação de área do hospital para que os cursos de saúde instalados no campus avançado da UFJF possam desenvolver suas atividades de atendimento no SUS é o que a instituição espera conseguir junto ao governador.

Pimentel encerrou a reunião dizendo que a equipe da UFJF ficasse tranquila que ele encaminharia os pedidos da instituição.

 

Fonte: UFJF






Outras Notícias

Relatório indica Brasil e Portugal como os países com maior porcentual de mulheres entre autores de artigos científicos.

2 anos de GDI: trajetória e perspectivas. Dia 23 de agosto, a partir das 17h, no Museu de Arte Murilo Mendes

Inovação tem tempo de maturação e requer investimentos, sendo fundamental para o desenvolvimento.

Precisamos pensar em formas de compensar a exclusão social mantida historicamente e reconhecer privilégios